BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

SARGENTO SIQUEIRA DEPUTADO ESTADUAL


O Sargento Edson Siqueira (PV) foi empossado na tarde desta quarta-feira (15)/12/2010 como deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O termo de posse foi assinado no gabinete da presidência e contou com a presença do presidente da Casa, deputado Robinson Faria e do primeiro secretário, deputado Ricardo Motta, que fez a leitura do termo de posse.

A solenidade contou também com a presença da procuradora da ALRN, Rita das Mercês, diretores da Casa e de familiares do novo deputado, que assume a vaga surgida em virtude da renúncia do deputado Gilson Moura (PV), no início de novembro. A posse de Sargento Siqueira foi determinada pelo Tribunal de Justiça do RN, que na manhã de hoje, por 6 votos a 3, cassou a liminar que impedia a sua posse.

O novo deputado cumprirá um mandato de aproximadamente 45 dias, tempo do término da atual legislatura. Ele disse que nesses dias irá visitar os quartéis e fará um diagnóstico da situação da segurança pública para entregar à futura governadora e vice do RN, Rosalba Ciarlini e Robinson Faria.

Sargento Siqueira, em seu breve pronunciamento, agradeceu o apoio dos amigos, dos familiares e aos 16 mil votos que teve: “Especialmente dos policiais militares. Agora a justiça foi feita e me devolve aquilo que é de direito”, disse.
FONTE: TRIBUNA DO NORTE
BIOGRAFIA
EDSON SIQUEIRA DE LIMA, natural de Natal, nascido a 3/6/66, filho de Pedro Siqueira de Lima e Maria do Rosário Siqueira. É Sargento da PMRN, tendo ingressado na corporação em 4/4/89, na condição de aluno-sargento, formando-se no CFAP, em Natal. Foi presidente do Clube Tiradentes, no período de 1997 a 1999, deixando instalado naquele clube uma importante obra, a construção do Parque Aquático ‘Dr. José Everaldo Cavalcante”, inaugurado em 27/6/99. Sargento Siqueira ficou conhecedíssimo em todo o Estado devido as 104 vezes em que injustamente foi preso, por reivindicar melhorias para os policiais militares potiguares. Nas eleições municipais de 10/10/2000, concorreu uma vaga na Câmara Municipal de Natal, não se elegendo, mas conquistou a 1ª suplência e em janeiro de 2003 assumiu a cadeira de vereador, se reelegendo em 3/10/2004, pela legenda do PP, com 6.336 votos. Nas eleições proporcionais de 6/10/2000. ele foi candidato a deputado estadual pelo PAN, conquistando 16.310 votos, ficando na 2º suplência, assumiu a cadeiara de deputado estadual no dia 15 de dezembro de 2010, na vaga do titular GILSON MOURA que renunciou por problema de saúde.

SARGENTO OSNILDO MORAIS DE LIMA


OSNILDO MORAIS DE LIMA, natural de Felipe Guerra-RN, nascido a 15/7/1960, filho de Raimundo Rubens de Lima, natural de Caraúbas, nascido a 4/5/1918, filho de Francisco Gomes de Lima e de Francisca Freire de 0liveira; e de Francisca Maria de Morais, natural de Apodi-RN (4/10/1924 -13/8/1977), filha de Paulo Francisco do Nascimento e de Maria de Morais. Em 02/07/1980 ingressou na Polícia Militar do RGN, na condição de aluno soldado, formado na 1ª CPM/2º BPM, sediado em Mossoró, cujo CFSd-Curso de Formação de Soldado foi concluído em 15/12/80, e que teve como primeiro colocado o aluno soldado 0snildo, o qual foi o orador do curso. Logo após o término do curso, 0snildo foi designado para servir na Banda de Música do 2º BPM. Posteriormente foi promovido a 3º sargento músico, e em seguida a 2º e a 1º sargento. Nas eleições municipais de 2000 foi candidato a vereador na cidade de Mossoró, obtendo 528 votos, pela legenda do PSDB, com o número 45640, porém, não suficiente para conquistar uma cadeira na Câmara Municipal, ficando na 28ª colocação. No pleito de 2004, o sargento 0snildo novamente candidatou-se a vereador, dessa vez foi vitorioso, com 1,542 votos, pela legenda do PSL. Sargento 0snildo vem exercendo com muita eficiência seu primeiro mandato de vereador na cidade de Mossoró, principalmente, no que diz respeito a segurança pública, sendo um “paladino da segurança”. No dia 8/3/2006, 0snildo foi eleito para o cargo de 4º Secretário da Câmara Municipal de Mossoró. Na mesma data, devido à renúncia do vereador Francisco Dantas Rocha (PFL), popularmente chamado de “Chico da Prefeitura”, a liderança da bancada governista, 0snildo, na condição de vice-lider, passou a exercer, interinamente, a liderança. Porém, ele não teve interesse de continuar no cargo, passando apenas 10 dias, achando por bem, que a prefeita Fafá Rosado designasse um outro vereador com mais experiência na casa, no caso, o escolhido foi Claudionor dos Santos, ficando 0snildo na vice-liderança, como era antes.
A questão social dos policiais militares de Mossoró tem tido atenção especiaal nas discussões levantadas pelo Sargento Osnildo Morais. Uma prova disto foi a indicação nº 213/2005 que solicitava à Prefeitiura Municipal de Mossoró a doação de um tereno localizado no Conjunto Vingt Rosado com capacidade para construção de 120 casas à Associação dos Subtenentes e Sargentos da Pm. 0 projeto foi aprovado pelo poder executivo municipal e a expectativa é de que neste ano de 2006 sejam ininciados os trabalhos de construção das casas.
O projeto de construção das 120 unidades habitacionais é uma parceria entre a Prefeitura de Mossoró a Caixa Econômic Federal. 0s imóveis serão financiados sem muitas burocracias e terão valor acessível aos policiais militares. A seleção das 150 pessoas beneficiadas será feita por uma equipe da CEF.
Não eleições de 2008 não conseguiu sua reeleição, porém,a prefeira Fafá Rosado o nomeou Secretário da Defesa Social de Mossoró

TRÊS SOLDADOS SÃO ELEITOS VEREADOR EM CHICO DANTAS



FRANCISCO DANTAS ELEGE TRÊS SOLDADOS PARA VEREADOR
Um fato inédito aconteceu no pleito eleitoral municipal de 5 de outubro de 2008, na pequena e pacata cidade de Francisco Dantas, no Alto Oeste Potiguar, três Soldados da gloriosa e amada Polícia Militar foram eleitos para o mandato de vereador, que foram eles:
CLEUDARQUES RODRIGUES DA COSTA, natural de Francisco Dantas, nascido a 3 de novembro de 1970, filho de Alfredo Rodrigues da Costa e de Maria Bezerra da Costa, ingressou na Polícia Militar no dia 2 de novembro de 1992, na condição de soldado PM, formado na sede da então Companhia de Polícia Militar, atual 7º BPM. Em 5 de outubro de 2008 foi eleito vereador por sua terra natal, com 279 votos, primeiro colocado, pela legenda do PSB
ADOLFO JOSÉ DA SILVEIRA NETO, natural de Francisco Dantas, nascido a 26 de novembro de 1975, filho de José Adolfo da Silveira e de Francisca de Assis Campos Silveira, ingressou na PMRN em 6 de novembro de 1992, na condição de Soldado PM. No dia 5 de outubro de 2008 foi eleito vereador por sua terra natal, com 198 votos, 3º colocado, pela legenda do PP
WANDEILTON BEZERRA DE QUEIROZ, nascido em 18 de setembro de 1971, natural de Francisco Dantas, filho de Antônio Alves Bezerra e de Edilza Leite de Queiróz. Ingressou na PM RN em 6 de novembro de 1997. Em 5 de outubro de 2008 foi eleito vereador pelo município de Francisco Dantas, com 152 votos, 4º colocado

TENENTE MÁRCIO JÓRIO FERNANDES DE ANDRÉ

TENENTE PM MÁRCIO JÓRIO FERNANDES DE ANDRÉ, natural de Pau dos Ferros, nascido a 8 de fevereiro de 1970, filho de Antônio José Sobrinho e Maria das Graças Fernandes André, ingressou nas fileitas da Polícia Militar em 21 de março de 1997, na condição de aluno-a-Oficial, formado na Academia de Políca Militar ‘Coronel Milton Freire’, em Natal. Em 2000 foi declarado Aspirante-a-Oficial. Foi comandante do Pelotão PM de Luís Gomes. Em 5 de outubro de 2008 foi eleito vereador na cidade de Pau dos Ferros.

SARGENTO FRANCISCO UBIRATAN

SARGENTO FRANCISCO UBIRATAN DE AQUINO, natural de Pau dos Ferros, nascido a 9 de janeiro de 1967, filho do Soldado José Martins de Aquino e de Altina de Oliveira Aquino. Ingressou na Polícia Militar em 8 de novembro de 1992, na condição de soldado, na segunda turma formada de Soldados de pau dos Ferros.Em 27 de setembro de 1997 foi promovido a terceiro sargento PM, formado na primeira turma de Sargentos formada na sede do 2º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Mossoró, cuja turma foi iniciada em 8 de março de 1997. Em 5 de outubro de 2008 foi eleito vereador pelo município de Pau dos Ferros, tomou posse em 1º de janeiro de 2009. Olha colega UBIRATAN estou com um livro quase pronto referente a HISTÕRIA DO BATALHÃO CORONEL ANDRÉ FERNANDES e estou precisando de seu apoio para a publicação desse trabalho. Aguardo resposta, positiva ou negativa

SARGENTO JOÃO SALDANHA - VEREADOR EM BARAÚNA

SARGENTO JOÃO SALDANHA DA SILVA, natural de Santana do Matos-RN, nascido a 19 de abril de 1971, filho de Joaquim Saldanha da Silva, natural de Santana do Matos, nascido em 4 de setembro de 1932, filho de Francisco Saldanha da Silva (23/06/1891 – 14/2/1986), este filho de Miguel Saldanha da Silva e de Francisca Maria da Conceição; e de Rita Maria da Conceição (14/2/1900 – 30/101972), esta filha de José Francisco de Macedo e Josefa Maria da Conceição; e de Inêz Maria da Conceição, natural de Afonso Bezerra-RN, nascida em 1º de janeiro de 1942, filha de João Toamaz da Silva e de Josefa Maria da Conceição. É Casado com a baraunense Regilândia dos Santos de Oliveira, filha de José Brasilino e Maria de Fátima dos Santos Ingressou na Polícia Militar 24 de setembro de 1990 , aos 19 anos de idade, na condição de aluno soldado com o número 90.250, formado na sede do 2º BPM, em Mossoró. Respeitando a todos e agindo dentro dos limites da lei no combate ao crime. Por esse motivo, teve sempre seu trabalho reconhecido em todas as cidades por onde atuou.
Sua última atuação como policial militar foi na cidade de Baraúna-RN, de 1997 a 1999, onde assumiu o cargo de delegado de Polícia.
É casado
Em 2000, atendeu ao chamamento da população de Baraúna, o Sargento Saldanha ingressou na política, sendo eleito vereador nas eleições de 1º de outubro de 2000 e reeleito mo pleito eleitoral do dia 3 de outubro de 2004 com mais que o dobro dos votos obtidos em sua primeira eleição. Votação essa que demonstra a sua dedicação na defesa do povo e no combate à corrupção, e hoje é o vereador mais votado da cidade de Baraúnas.
Foi através do seu trabalho que o esquema de compra de votos e de transferências irregulares de títulos eleitorais foi desmontado em todos os envolvidos punidos pela Justiça Eleitoral. Dessa forma, Baraúna foi a primeira cidade do Rio Grande do Norte a ter o seu prefeito e três vereadores a perderam seus mandatos, cassados pela prática de corrupção eleitoral em março de 2004 pelo TSE-Tribunal Superior Eleitoral. No dia 19 de março de 2004 o TSE cassou o prefeito Francisco Gilson de Oliveira, eleito em 1996 e reeleito em 2000.
O Sargento Saldanha, como vereador investigou e descobriu um grande e bem elaborado esquema montado dentro da Prefeitura de Baraúna, que desviou entre os anos de 2000 e 2002 algo em torno de R$ 2.000.000.00 (dois milhões de reais) em recursos federais destinados originalmente ao povo daquela cidade.
Após obter as provas necessárias, entregou o caso à Procuradoria da República, que denunciou o então prefeito à Justiça Federal pela prática de crime contra o patrimônio público.
O Sargento Saldanha se destacou como vereador pela sua coragem de sempre investigar e denunciar as irregularidades praticadas na gestão pública municipal, e mesmo sozinhas, nunca se deixou intimidar pelas ameaças recebidas.
Nas eleições de 1º de outubro de 2006 se apresentou ao povo do Rio Grande do Norte como candidato a deputado estadual, com o número 14.123, legenda do PDT não se elegendo, mas conquistou mais de 3 mil votos. Seu eloga era: “UMA NOVA PROPOSTA, UMA NOVA LUTA”.

SARGENTO GERALDO MARGELA - PREFEITO DE FRANCISCO DANTAS

SARGENTO GERALDO MARGELA CHAVES DE LIMA, natural de Francisco Dantas-RN, nascido a 15 de novembro de 1962, filho de Fernando da Silveira Chaves e de Francisca Chaves de Lima. Desde de criança assumiu a responsabilidade pela manutenção da casa de sua mãe, pois seu pai teve que ausentar-se, por um longo período, e Geraldo Margela era o único filho homem do casal. Ainda muito jovem precisou abandonar sua terra natal, em busca de melhores oportunidades. Na capital, logo veio a se interessar pela vida militar, tendo servido às Forças Armadas, no 3º Corpo de Fuzileiros Navais. Em 1983, ingressou na gloriosa e amada Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, na condição de soldado PM, onde mais tarde foi promovido a graduação de Cabo PM. Nessa graduação assumiu a função de comandante de destacamento de algumas cidades, dentre elas a sua querida e amada Francisco Dantas. No mês de dezembro de 1999 foi promovido a graduação de 3º sargento PM. Sempre trabalhando com dignidade e muito respeito para com os outros; apesar da função espinhosa que exercia, conquistou a administração dos companheiros de farda e da população. Por onde passou construiu muitas amizades, o que o crendenciou para o mundo da política, onde ingressou no ano de 1996, atendendo a um pedido do ex-prefeito Antonio Carlos Dantas de Medeiros (Cajazeiras-PB, 19/02/1944), que necessitava de um candidato a vice-prefeito, que tivesse peso eleitoral, já que o então candidato a vice na sua chapa havia desistido de disputar o pleito (Antonio Lopes do Rêgo). Geraldo Margela era o tipo ideal para preencher a vaga, pois era de família grande e tradicional, apesar de nunca ter ocupado nenhum cargo eletivo, o que o isentava de qualquer desgaste político. Muito mais que coadjuvante, a sua entrada na chapa de oposição deu mais credibilidade a esta, e permitiu a Carlito ter acesso a muitos que dificilmente votariam nele. Na campanha de 1996, como já vimos atrás, Carlito Meireles perdeu, mas para Geraldo Margela, foi uma escola de vida. Apaixonou-se pela política, conheceu novos amigos e passou a militar nos quadros da oposição no município de Francisco Dantas. Após a eleição de 6 de outubro de 1996, o candidato a prefeito derrotado se retirou para a capital do estado e o ex-candidato a vice-prefeito, o Cabo PM Geraldo Margela, ficou no campo, segurando o povo, levando pessoas para fazer consultas, preenchendo o vazio deixado pela nova administração, que deixava muito a desejar em todos os aspectos. Margela deu uma expressiva votação a seu candidato a deputado estadual, Raimundo Nonato Fernandes Pessoa, o “Raimundo Bigodão” (São Miguel, 11/07/1942, filho de Hesíquio Fernandes de Sá, natural de São Miguel, nascido em 12 de fevereiro de 1928, filho de Antônio Felipe Fernandes e de Maria Leodona Fernandes), no pleito de 3 de outubro de 1998 e, como gratificação pelo seu bom desempenho, recebeu de Raimundo Bigodão um veículo do tipo ambulância, para atender à comunidade, já que as duas existentes na Prefeitura só realizavam atendimentos a uns poucos afortunados. No ano de 1999, com a condenação do então prefeito Epifânio Silvino Monte (Tenente Ananias, 21/04/1954), no TSE por Corrupção Eleitoral, Margela, com a ajuda de seu cunhado Joaquim Neres iniciou uma peregrinação em busca do cumprimento da lei, e que o prefeito condenado fosse afastado do cargo. Esta atitude de Margela conquistou a simpatia do vice-prefeito Alano JACIGUARA DANTAS DE ALENCAR MARTINS (Mossoró-RN, 26 de dezembro de 1969, autor do livro HISTÓRIA DO MUNICÍPIO DE FRANCISCO DANTAS – Aspectos históricos, geográficos e sociais - impreeso pela Gráfica Sul - 2001, que já havia rompido com o prefeito desde antes da própria posse, em virtude da quebra de compromisso feita por Epifânio, logo ao se eleger. Esta aproximação entre Margela e Jaciguara foi facilitada pelo fato de o vereador Kassandro Galeno Dantas de Alencar Martins, irmão do vice-prefeito, desde a campanha de 1998, já ter trabalhado em conjunto com Margella, sendo o único vereador eleito em 1996, que fez oposição sistemática ao governo municipal durante os quatro anos deste. A aliança entre as forças de oposição ao governo municipal foi coroada de êxito, desde seu início, pois no ano de 2000, o Tribunal Regional Eleitoral, atendendo a pedidos, decretou uma revisão eleitoral no município de Francisco Dantas, o que foi fundamental para derrotar a chapa governista, uma vez já que foram excluídos mais de 600 eleitores, quase todos, gente de outros municípios, que nada tinham a ver com os de Francisco Dantas, mas que decidiam o futuro do povo de Tesoura.
A eleição que se seguiu à revisão, foi uma queda de braço entre o Poder do dinheiro e a vontade de mudança da população. Enquanto o prefeito, nas suas movimentações, esbanjava dinheiro, amparado por uma superestrutura, às movimentações da oposição eram caracterizadas por um espírito de companheirismo, dificilmente visto em campanhas políticas, pois quase tudo era doação da própria comunidade, que efetivamente carregou os candidatos nas costas. Durante quase toda a campanha, o prefeito municipal fez campanha com os direitos políticos suspensos, se dizendo candidato, mantendo uma farsa, à custa de medidas judiciais, em diversas instâncias do poder judiciário, sustentado por um verdadeiro batalhão de advogados. A situação spi foi efetivamente definida à trinta dias da eleição, quando saiu uma definição da morosa Justiça. O prefeito condenado por corrupção, finalmente reconheceu a derrota jurídica, divulgando candidato Gilson Dias, o qual vinha sendo preparado, há vários anos, para ser o sucessor do então prefeito. Gilson Dias, homem de confiança do prefeito Epifânio, deste fazendo-se, às vezes, de secretário particular e amigo pessoal o qual rezava na mesma cartilha, tinha como vantagem em relação a outrem o fato de não ter ocupado nenhum cargo eletivo e, em virtude disto, não está desgastado junto à população, além de ter numerosa família no município. Isto tudo somando a uma máquina azeitada pelo dinheiro público veio a tornar a disputa acirrada. Foram usados todos os métodos sórdidos de fazer política, para que o candidato da situação não fosse derrotado, desde reformas de casa até um verdadeiro trem da alegria de empregos foi efetivado, quando foram preenchidos dezenas de cargos de confiança, e criadas as formas de gratificações em busca do voto. O dinheiro correu fartamente, mas o bom senso da população prevaleceu, de maneira que Geraldo Margela e Jaciguara Dantas foram eleitos prefeito e vice-prefeito respectivamente no dia 1º de outubro de 2000, por uma pequena, mas decisiva maioria, de 33 votos, Aqueles que acreditaram no prefeito e embarcaram no trem da alegria dos empregos, ficaram na mão na primeira parada, foram todos sumariamente exonerados no mesmo dia 1º de outubro.
A primeira administração do Cabo Geraldo Margela teve início no dia 1º de janeiro de 2001 e terminou em 31 de dezembro de 2004. Em 3 de outubro de 2004, Geraldo Margela foi reeleito, dessa vez com um novo companheiro de chapa, na pessoa de FRANCISCO HIPOLITO PEREIRA. Sua segunda administração iniciou-se em 1º de janeiro de 2005 e terminará em 31 de dezembro de 2008.

SARGENTO FEMININO - UMA MOSSOROENSE POLICIAL E EDIL NATALENSE


SARGENTO FEMININO MARI REGINA DOS SANTOS COSTA, natural de Mossoró, nascida a 12 de dezembro de 1968, filha de Francisco Faustino da Costa e de Maria de Lourdes dos Santos. Ingressou na Polícia Militar em 11 de setembro de 1990, na condição de soldado feminino, posteriormente galgou a graduação de sargento, exercendo a presidência da Associação de Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar e em 2006 se envolveu em um movimento em prol de melhores salários dos policiais militares do Rio Grande do Norte, devido a isso foi expulsa da corporação. Em 5 de outubro de 2008 foi eleita vereadora em Natal, tendo sido diplomada em 16 de dezembro e posse em 1º de janeiro de 2009.ELA SIM É A VERDADEIRA GUERREIRA E LEGÍTIMA REPRESENTANTE DOS POLICIAIS MILITARES DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE NORTE

SARGENTO PM ANTONIO FERREIRA DE MEDEIROS


SARGENTO PM ANTONIO FERREIRA DE MEDEIROS, natural de Upanema-RN, nascido em 11 de fevereiro de 1955, filho de Antonio Raimundo de Medeiros e de Luzia Teodora de Macedo. Ingressou na PM em 17 de maio de 1975, na condição de aluno soldado, concluindo o Curso de Formação de Soldados na sede do 2º Batalhão de Polícia Militar, sediado na cidade de Mossoró. Logo após o CFSd foi designado para servir na Vila de Tibau, permanecendo naquela vila 22 de abril de 1991, quando foi reformado na graduação de 3º sargento PM. Casou-se em 9 de maio de 1975 com Maria de Fátima Silva Medeiros, natural de Upanema-RN, nascida em 9 de maio de 1958, filha de Francisco Agostinho da Silva e de Maria Ana da Conceição. Pai dos seguintes filhos: MARIA DAS GRAÇAS SILVA MEDEIROS, nascida em 17 de maio de 1976, casada com Anicleto Teodoro Marcos Júnior, natural de Mossoró, com um filho de noem Gabriel Victor Teodoro Medeiros, nascido em 5 der janeiro de 1999; ROBERTO CÉSAR FERREIRA DE MEDEIROS, nascido em 25 de novembro de 1979; WILLENNEUW FERREIRA DEMEDEIROS, nascido a 28 de março de 1983; LÁZARO DORNELLYS FERREIRA DE MEDEIROS, nascido a 25 de julho de 1985; e ANA LUIZA SILVA DE MEDEIROS, nascida em 9 de novembro de 1992. Fo secretário municipal de Limpeza Pública do município de Tibau, no período de 1º de janeiro de 1996 a 1º de abril de 2002, deixando essa pasta para se candidatar ao mandato de vereador, pela legenda do PM, tendo sido eleito em 3 de outubro de 2000 com 146 votos, tendo sido o mais votado; e reeleito em 3 de outubro de 2004, com 155 votos, tendo sido o quarto mais votado.

CORONEL SEBASTIÃO REVOREDO

CORONEL SEBASTIÃO REVOREDO, prefeito de Mossoró (ver-se biografia na postagem PREFEITO DE MOSSORÓ

VELHOS POLICIAIS POLÍTICO

CORONEL JOAQUIM TEIXEIRA DE MOURA, com uma folha de serviços prestados a gloriosa e amada Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, principalmente no combate ao cangaceirismo. Joaquim Teixeira nasceu para ser soldado. Policial Militar da gloriosa Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, rigoroso no garbo, quase perverso por obrigação do ofício. Valente e rigorosíssimo no cumprimento dos deveres e das ordens que recebia. De cultura elementar, a prática ensinou-o a completar-se para o que vida lhe dera: ser policia militar - DELEGADO EM MOSSORÓ EM 01/01/1936. É patrono de uma avenida em Apodi

TENENTE SOLON ANDRADE DE ARAÚJO, natural de Natal, antigo oficial da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Poeta e um “soldado perfeito, coronel Sólon Andrade era estimado na caserna, pois com os superiores e subalternos sabia viver, pondo em linhas paralelas a disciplina militar e o sentido humano que deve estar presente em todos os atos da vida”. Exerceu a função de delegado de polícia no município de Mossoró no período de 24 de abril de 1935, além de delegado também exercia a função de comandante da Companhia de Fuzileiros...........Faleceu no dia 16 de março de 1956. Foi comandante geral da Polícia Militar em três períodos: 12/7/44 – 28/6/48; 9/11/45 – 9/11/46 e 27/12/50 – 30/1/51

CARAÚBAS
MAJOR NAPOLEÃO DE CARVALHO AGRA – 1945 – Foi comandante geral da Polícia Militar em dois períodos: 27/4/33 – 8/6/33 e 27/6/34 – 2/8/34.
TENENTE ADAUTO RODRIGUES DA CUNHA – DADOS BIOGRÁFICOS DESCONHECIDOS, apenas conseguimos sua foto, exposta na Galeria dos ex-prefeitos do município de Caraúbas. Ele foi prefeito no período de 1945 a 18 de abril de 1948, quando passou o cargo para o prefeito constitucional Leovegildo Fernandes Pimenta 909/11/1914 19/09/1969).

CORONEL PEDRO HERÁCLITO PINHEIRO – Nasceu no município de Nova Cruz, a 31 de janeiro de 1899, filho do Alferes Joaquim Anselmo Pinheiro Filho e de Paulina Generosa do Amor Divino Pinheiro. Oficial da Polícia Militar, ingressando na corporação em 15 de março de 1924, na graduação de soldado. Desde 1º sargento, até o ingresso na reserva, sempre ocupava cargos policiais no interior do Estado, além de ter sido prefeito dos municípios de Caraúbas, Ceará Mirim, Patu, Nísia Floresta e Pedro Avelino. Exerceu a função de delegado de polícia do município de Mossoró, no período de 29 de novembro de 1930 a 8 de julho de 1931. Faleceu em Natal, no dia 7 de dezembro de 1963, no posto de coronel. Seu pai JOAQUIM ANSELMO PINHEIRO FILHO, foi comandante geral da Polícia Militar no período de 5/1/1914 – 20/6/1928.

CAPITÃO AGUINALDO PEREIRA DA SILVA, natural de Patu, nascido em 25 de março de 1943, filho de Francisco Simão da Silva e de Dona Carlinda Pereira da Silva. Casou-se em 15 de setembro de 1973, com Dona Antonia Gurgel da Nóbrega Pereira, natural de Caraúbas-RN.
Aguinaldo ingressou na Polícia Militar no ano de 1977, na condição de 1º tenente PM Médico, tendo sido o primeiro Diretor do Hospital do 2º BPM, inaugurado em 9 de agosto de 1977, o qual fez o primeiro parto do HRPM em 9 de agosto de 1978, que teve como primeira paciente a senhora Áurea Isabel da Costa Paiva, esposa do cabo PM Francisco de Assis de Paiva; e no dia 27 de julho de 1978 realizou a primeira cirurgia na paciente Ana Nair da Costa Hermínio, casada, professora estadual, que submeteu-se a uma cirurgia ginecológica e a enfermeira Rita Galdino. Foi transferido para a reserva remunerada em 30 de março de 1989, conforme o BG nº 059, de 31 de março, tendo em vista ter sido eleito vice-prefeito na cidade de Caraúbas, no pleito eleitoral realizado em 15 de novembro de 1988, na chapa encabeçada pelo saudoso Dr. João Marinaldo de Holanda (02/09/1946 – 17/06/1999).
Cursou o Primário no Colégio Diocesano Santa Luzia, em Mossoró. Realizou os estudos secundários nos seguintes colégios: Diocesano Santa Luzia, em Mossoró, Colégio Castelo Branco e no Liceu do Cearense, em Fortaleza. Prestou vestibular no ano de 1967, formou-se em medicina na Universidade Federal de Pernambuco, concluindo em 1972.
Seu primeiro trabalho profissional foi em 1974 a 1975 exercendo os cargos de Médico e Diretor do Hospital Maternidade “Elisa Simões”, em Caraúbas, além de trabalhar como Médico nos municípios de Janduís e Campo Grande, Governador Dix-sept Rosado e Caraúbas. De 1975 a 1976, assumiu o cargo de Diretor do Centro de Saúde de Mossoró, depois assumiu os seguintes cargos: Tenente do 2º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Mosoró, Diretor do Hospital Regional do 2º BPM, em Mossoró, Diretor do e Médico da cidade de Caraúbas, Técnico especialista “C”, na Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte.
Em 1988 filou-se no PMDB e foi candidato a vice-prefeito, eleito em 15 de novembro daquele ano. Em 3 de novembro de 1996 foi eleito prefeito de Caraúbas, e tomou posse em 1º de janeiro de 1997, que teve como vice-prefeito o senhor Luciano Augusto da Cruz e em 01 de outubro de 2000 foi reeleito, juntamente com seu companheiro de administração
O Capitão Médico e prefeito de Caraúbas foi assassinado por volta das 22 horas, do dia 8 de novembro de 2000. na RN 1217, quando viajava de Caraúbas para Mossoró, logo após a solenidade de inauguração do escritório local da Coserb, juntamente com sua esposa, Dona Antonia Gurgel, o caseiro Everlândio da Silva, sargento PM Ronaldo Rafael da Silva e o soldado PM Roberto Diniz
FELIPE GUERRA

CEL PM JOSÉ ANTONIO DA SILVA, natural de Pombal-PB, nascido em 20 de maio de 1907, filho de Antonio Alves da Silva e de Joventina Maria da Conceição. Ingressou na Polícia Militar no ano de 1927. Na reserva remunerada exerceu o cargo de prefeito no município de Felipe Guerra, nomeado pelo então governador Aluízio Alves, governando no período de 25 de outubro de 1964 e governando até 31 de janeiro de 1965. Foi o primeiro prefeito de Felipe Guerra; Faleceu em Natal no dia 15 de outubro de 2004.

sábado, 10 de julho de 2010

CEL LUIZ GONÇALVES DE AMORIM


CORONEL LUIZ GONÇALVES DE AMORIM, natural de Santa Cruz-RN, nascido a 2 de julho de 1896 e faleceu em Natal no dia 3 de fevereiro de 1984. Filho de Antonio Gonçalves de Araújo e Francisca Guedes de Andrade de França. Oriundo do Exército Brasileiro, possuidor do Curso de Formação de Sargento da Arma de Infantaria. Ingressou na PM comissionado no posto de segundo tenente em 28 de julho de 1922. Em razão de seus méritos mereceu ser efetivado no respectivo posto aos 7 de novembro de 1932. Promovido a primeiro tenente aos 23 de maio de 1935. Concluiu com aproveitamento o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais em 1939. Promovido ao posto de capitão aos 24 de maio de 1941 e major aos 4 de janeiro de 1949, por antiguidade. Requereu a passagem para a reserva remunerada, sendo promovido ao posto de tenente coronel, por merecimento, aos 3 de janeiro de 1951, pela participação no combate ao movimento armado denominado de “INTENTONA COMUNISTA DE 23 DE NOVEMBRO DE 1935” e no ato da transferência para a inatividade foi promovido ao posto de coronel, em 9 de janeiro de 1951. Foi o primeiro comandante do 2º Batalhão de Infantaria, instalado em 12 de janeiro de 1951, atual 2º BPM, sediado na cidade de Mossoró, comandando até 11 de dezembro de 1950. Exerceu o cargo de prefeito do município de Alexandria-RN, no período de 2 de abril de de 1947 a 8 de agosto de 1947, recebendo do senhor José Patrício de Figueiredo Neto – ZUCA PATRÍCIO e passando para Pedro Lobo da Costa

mais

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES  NEWS
COM 59 BLOGS E MAIS DE 2 MIL LINKS

Quem sou eu

Minha foto
ESTE É O 9º BLOG DO PORTAL OESTE NEWS, CRIADO PELO STPM DA RR PM JOTA MARIA, DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Minha lista de blogs